468x60

9 dicas para economizar na festa infantil

30 de ago de 2016

9 dicas para economizar na festa infantil

Medidas simples, como organizar uma planilha e pesquisar brincadeiras tradicionais



1. Faça uma planilha
Planejar com um mês de antecedência abre caminhos para os pais encontrarem as melhores ideias e fornecedores, de acordo com o custo-benefício que procuram.

Porém, segundo a assessora e organizadora especialista em festas infantis Kika Duarte, da Auguri Festas e Eventos, essa nem sempre é a melhor saída para os que se empolgam facilmente: 

“Planejar com antecedência pode dar abertura para gastar mais e não sentir tanto no bolso”. 

Por isso, faça uma planilha para não fugir do orçamento estipulado.


2. Coloque a mão na massa
Se a ordem é economizar, é preciso usar não só a imaginação, mas também seus talentos artesanais. 

A blogueira do Mamatraca Anne Rammi, por exemplo, pintou copos e pratinhos descartáveis para fazer “torres” de brigadeiro e cupcake para o primeiro aniversário de Joaquim.

Os materiais, de acordo com a produtora de eventos Malu Mattos, do Ateliê de Criação, podem variar bastante, incluindo o uso de recicláveis. 

Mas se você não tem tempo ou habilidade, pense em pedir ajuda a amigos e parente ou contratar alguém especializado: a festa tem prazo e ninguém quer que o barato saia caro.


3. Aposte em “finger food” e doces tradicionais
Para o aniversário do filho, Anne Rammi apostou em comidinhas saudáveis e caseiras: tomatinhos espetados no palito com queijo e batatinhas cozidas, por exemplo. 

Petiscos que podem ficar à disposição decoram a mesa e dispensam garçons. 

E vale lembrar que criança gosta mesmo de brigadeiro, beijinho e bicho-de-pé. 

“Esse tipo de doce costuma ser mais barato e mais fácil de fazer em casa”, comenta Malu Mattos.
Kika Duarte dá a dica para o cálculo da quantidade: a média com folga é de seis docinhos e 12 salgadinhos por convidado acima de cinco anos. 

Crianças menores que isso dificilmente comem em uma festa e não precisam entrar na contagem.


4. Prefira fazer a festa em casa ou no salão de festas
Deixe os buffets infantis de lado e aposte no mais caseiro e simples. 

Se o salão de festas do prédio não for do tamanho que se espera, usualmente existe uma parte externa que também pode ser utilizada. Malu Mattos orienta: 

“Se a grana ou o espaço não permitem convidar todos, fique com familiares, amigos mais próximos e amiguinhos dos aniversariantes”.


5. Faça duas festinhas em uma
Se os filhos fazem aniversário em datas próximas, por que não fazer uma única festa para eles? 

De acordo com a produtora de festas Kalina Maurer, da Komemore Festas Personalizadas, os pais podem apostar em temáticas unissex e, se a diferença de idade entre os dois for grande, aposte em mesas menores com temáticas distintas para cada criança – mas que combinem.


6. Use o que você já tem
Móveis, travessas, bichinhos de pelúcia: os pais devem apostar no que já têm em casa. 

“Se for preciso alugar alguma coisa, alugue as toalhas que serão usadas”, sugere a consultora Flavia Gurgel, da Flavia Gurgel Organização de Eventos. 

Aposte também no dois em um: as próprias bexigas da festa podem ser usadas como centro de mesa se amarradas em copinhos com doces ou balas (que também servirão de peso). 

Só tome cuidado para não poluir o ambiente.


7. Escolha lembrancinhas comestíveis
De acordo com Flavia Gurgel, dar lembrancinhas comestíveis sai mais em conta. 

A atriz Cuca Rivani, por exemplo, adotou o tema “retrô” para comemorar o aniversário do filho e os convidados levaram guloseimas como guarda-chuva de chocolate e dadinhos para casa.


8. Procure soluções no comércio popular e em lugares inusitados
Para o aniversário de Joaquim, Anne queria ímãs de geladeira com a foto do filho. 

Ela contratou um fabricante de ímãs para pizzarias e gastou R$ 70 em mil unidades. 

Eram tantos que foram usados até na decoração da festa. 

“Até hoje tenho ímãs espalhados pela casa”, diz a mãe. Pesquise bastante e não se esqueça de lugares como a 25 de Março,em São Paulo, perfeitos para encontrar o que se quer nessas horas – e por preços baixos.


9. Faça brincadeiras clássicas
“Contratar uma equipe de entretenimento ou brinquedos é sempre mais cômodo e seguro, mas dá para fazer uma festa legal sem isso”, diz Malu Mattos. Para as festinhas do filho, Cuca Rivani promove brincadeiras antigas como “Corre, cotia” e “Passa-anel”. 

“Não precisa de monitor, basta que um primo ou tio da família que adore criança puxe a brincadeira”, diz Cuca. 

As crianças maiores se entretêm entre elas, mas é importante que alguém esteja sempre supervisionando. 

Fonte http://delas.ig.com.br 


0 comentários:

Postar um comentário

AVISO IMPORTANTE!!!
Muitas fotos são retiradas da Internet, se você detém algum direito autoral sobre alguma foto ou material postado aqui, entre em contato comigo, eu o removerei ou colocarei os devidos créditos.
Obrigada!!!!